(85) 3433.8484 (85) 3488.2133

Funcionamento do Ar

Os sistemas de condicionamento de ar possuem quatro componentes básicos:

  1. Compressor;
  2. Condensador;
  3. Evaporador;
  4. Motor ventilador.

Princípio de funcionamento

O condicionador de ar tem como seu principal objetivo deixar ambientes em temperaturas agradáveis criando uma sensação de conforto térmico (aquecendo ou refrigerando) ou até mesmo em determinados ambientes em que o seu uso é indispensável, como, por exemplo: CDP, laboratórios, hospitais, etc.

O princípio de funcionamento dos condicionadores de ar nada mais é do que a troca de temperatura do ambiente, através da passagem do ar pela serpentina do evaporador, que, por contato, sofre queda ou aumento de temperatura, dependendo do ciclo utilizado, baixando a umidade relativa do ar.

Quando alcançada a temperatura desejada, faz-se uma leitura através de um sensor localizado no evaporador e este, por sua vez, desliga o compressor, fazendo com que o equipamento mantenha a temperatura. No caso de qualquer variação na temperatura estipulada, aciona-se novamente o compressor, que é responsável pela circulação do gás refrigerante dentro do sistema.

Operação de refrigeração

No caso da operação de refrigeração, o gás sai do compressor em alta pressão e alta temperatura. No caminho que percorre no condensador, ele perde calor e continua perdendo no “elemento de expansão” (tubo capilar e filtro secador). No evaporador, o gás já chega frio, pronto para refrigerar o ambiente interno e carregando o calor para o ambiente externo.

Operação de aquecimento

Para a operação de aquecimento, o princípio é o mesmo. A diferença é que existe uma válvula reversora que muda o caminho que o gás vai percorrer. Em vez de ir primeiro para o condensador, como no ciclo frio, o gás vai primeiro para o evaporador. Com isso, o condensador e a evaporadora trocam de papel. Tudo funciona da mesma forma, só que inversa. Quem fica quente é o evaporador (ambiente interno) e o condensador fica frio (ambiente externo).

Cálculo de BTU 

BTU é a unidade que mede a quantidade de calor presente em um ambiente fechado e que precisa ser retirada ou adicionada para atingir um conforto térmico. A sigla BTU significa British Thermal Unit ou Unidade Térmica Britânica.

Para calcular o BTU ou a quantidade de calor que precisa ser retirada de um ambiente, devemos atentar em alguns pontos:

  1. Como o ambiente recebe incidência do sol? Há sombra o dia todo; sol o dia todo ou na parte da tarde; ou na parte da manhã?
  2. Localização do ambiente? Região litorânea; em andar térreo; entre andares?
  3. Tipo de telhado? Telha de barro; telha de fibrocimento; telhado de zinco?

Outras variáveis que influenciam neste cálculo:

  • Número de janelas;
  • Número de portas;
  • Paredes externas e janelas que recebem insolação;
  • Quantidade e potência de equipamentos elétricos e lâmpadas que dissipam calor;
  • Número de pessoas no ambiente.

Em média, utilizamos para cálculo de carga térmica 600 BTU/h por metro quadrado. Por exemplo, em um ambiente de 20 m², teríamos: 600 x 20 m² = 12.000 BTU.

Tipos de ar-condicionado

Janela
São os produtos compactos de menor valor agregado e possuem o evaporador e o condensador no mesmo gabinete. Equipamento com algumas restrições para instalação em determinados edifícios ou residências, como, por exemplo alteração de fachada. 

Split

O ar-condicionado split possui evaporador e condensador separados e interligados através de tubulações de cobre que nos permitem uma grande distância entre as unidades e flexibilidade de instalação, proporcionando menor nível de ruído e uma melhor distribuição do ar devido à grande área de insuflamento do ar, tornando-se mais econômico.

 Self Chiller

Equipamento de grandes capacidades com necessidade de projetar e aplicações específicas para ambientes comerciais.

Outros tipos (variações de split)

Existem no mercado outros tipos de modelos de split que têm suas funcionalidades similares ao descrito acima. Os modelos comercias conhecidos são: multi-split, split piso teto, split built-in (embutido), split teto quadrado, split cassete, etc. São modelos splits com configurações diferentes.